Modernizar sua empresa em 5 passos buscando maior lucro

Especialistas são categóricos em afirmar que pequenos empresários não devem se acomodar, pois sempre há o que melhorar e ir em busca de novas práticas

Empreendedor deve sempre analisar onde pode melhorar seu negócio
Empreendedor deve sempre analisar onde pode melhorar seu negócio

Investir em inovação não é – e nem deve – ser exclusividade de grandes empresas. A modernização de uma pequena empresa ou indústria pode decorrer de melhorias nos processos de gestão e produção ou no atendimento ao cliente.
“Inovar é preciso, todos os dias, não importa o tamanho da empresa. O mercado é competitivo e está sempre se renovando. Não pode ser só uma vez por ano ou uma vez a cada década”, afirma Batista Salgado Gigliotti, professor da Business School São Paulo.
Primeiro, o pequeno empresário precisa saber qual é o seu motivo para querer instalar mudanças no negócio. Para Julio Tadeu Alencar, consultor do Sebrae-SP, esse questionamento tem que ser seguido de um diagnóstico para entender por onde e como ele deve começar. Veja outras recomendações para quem deseja revolucionar a sua empresa e alcançar melhores resultados.

1 – Questione-se

Estou obsoleto? Quero me diferenciar no mercado? Gasto mais do que o concorrente? Quero aumentar as minhas vendas? Esses são alguns questionamentos que o empresário precisa fazer antes de tomar qualquer decisão. “Tem que fazer um diagnostico e entender qual é o motivo para inovar”, resume Alencar.
Para Gigliotti, inovar dentro de uma pequena empresa é buscar soluções adequadas para novos produtos ou serviços, melhorar processos internos, ganhar produtividade ou velocidade, e, para isso, o empreendedor precisa saber qual é o seu foco.

2 – Monitore as informações

Uma vez definidos os processos que passarão por mudanças, o empresário deve procurar indicadores de desempenho para acompanhar os resultados. Caso contrário, ele não saberá se o aumento de clientes está ajudando nas vendas e no lucro da empresa.
Para Alencar, sem medir os resultados, o empreendedor não saberá se o que ele planejou está realmente dando certo. “A quantidade de informações é muito grande, é preciso organizar os dados para administrar melhor”, completa Gigliotti.

3 – Invista em softwares

Hoje, donos de pequenas empresas podem contar com o auxílio de ferramentas de gestão acessíveis. Há uns anos esses tipos de sistemas custavam mais, mas atualmente existem alguns softwares de gestão financeira e de vendas que são extremamente acessíveis para o empreendedor.
É possível automatizar o cadastro de cliente e do fornecedor, por exemplo. Uma das principais vantagens é poder modernizar a gestão do negócio.

4 – Observe os clientes

Que tipo de coisas você faria de maneira diferente na sua empresa? Observe o comportamento do cliente e da concorrência, pois eles podem ser a fonte de novas práticas no seu empreendimento. “É possível melhorar o layout interno para atender melhor o cliente”, exemplifica Alencar.
Gigliotti explica que nem sempre a inovação tem que ser no produto. Para alguns empresários, o consumidor interagir mais com o negócio com um autoatendimento, por exemplo, pode ser interessante. Para outros, investir na venda online ou renovar o sistema de distribuição pode ser o caminho.

5 – Capacite a equipe

Para que as novas práticas implantadas na sua pequena empresa deem os resultados esperados, o empreendedor não pode deixar de lado a sua capacitação e a dos funcionários. Alencar diz que é importante avaliar quais são os seus recursos disponíveis e quais cursos podem agregar conhecimento para toda equipe.
Fonte: site exame.com – de Camila Lam

Estes são itens muito importantes para serem trabalhados, e gostaríamos de aproveitar e apresentar as soluções da CB Sistemas para software de gestão para pequenas empresas.

Entre em contato conosco e solicite uma demonstração sem qualquer compromisso.

CB Sistemas

A CB Sistemas é uma empresa Blumenauense voltada para desenvolvimento de Sistemas de Gestão empresarial. Desenvolvendo produtos confiáveis e versáteis, capazes de atender as necessidades e proporcionar resultados precisos, indispensáveis na tomada de decisões.