@
Novidades

Santa Catarina abriu 850 lojas no primeiro semestre de 2018

Fonte: jornal Diário Catarinense

Uma nova loja a cada cinco horas no 1º semestre

Santa Catarina abriu 850 lojas no primeiro semestre de 2018, o que significa um estabelecimento novo a cada cinco horas no Estado. Com esse resultado o Estado ocupa a segunda posição do país com maior saldo entre aberturas e fechamentos de estabelecimentos comerciais com vínculo empregatício, atrás apenas de São Paulo (2.468).

No país, entre janeiro e junho deste ano, houve um incremento de 2.252 pontos de venda, mostra estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgado nesta quarta-feira.

Por outro lado, o Rio de Janeiro (-1.038) foi responsável por 45% dos fechamentos entre os Estados que registraram saldos negativos. O resultado no país representa o maior saldo semestral desde a segunda metade de 2013 (+16,7 mil lojas). Mesmo assim, em função do atual cenário de lenta recuperação econômica e de cautela nos investimentos, a CNC reduziu sua previsão de abertura de 20,7 mil pontos de venda no varejo brasileiro para a 5,2 mil lojas ao fim deste ano.

Para a Confederação, além das paralisações dos caminhoneiros, o fraco cenário do mercado de trabalho, a desvalorização do real e, principalmente, a elevada incerteza com relação ao cenário político são alguns dos principais fatores que inibem investimentos.

— Apesar do saldo positivo de lojas ao longo dos últimos seis meses, o ritmo de expansão do número de pontos de venda pode ser considerado tão frustrante quanto a percepção de desaceleração no ritmo de atividade econômica — diz Fabio Bentes, chefe da Divisão Econômica da Confederação.

Supermercados se destacaram no país

Dentre os principais segmentos, os hiper e supermercados se destacaram positivamente em números absolutos (+1.378) no país, seguidos pelas lojas de artigos de uso pessoal e doméstico (+841) e pelo ramo de vestuário (+782). Cabe ressaltar que a abertura de lojas ocorreu em 6 dos 10 segmentos do varejo. Por outro lado, estabelecimentos especializados em venda de materiais de construção foram os que mais fecharam as portas no semestre (-915).

Todos direitos reservados CB Sistemas - (47) 3041-4321 | (41) 4063-5678

Compartilhe »

Desenvolvido por Empresadois